Medicina Natural

10/03/2009 (14h03) - Atualizada em 10/03/2009 (14h03)

Programa Útero é Vida é lançado no município de Batalha (PI)


Orientações sobre a prevenção e o tratamento do câncer de colo de útero na população feminina do campo, melhoria da qualidade de vida e diminuição das dificuldades de acesso das mulheres rurais aos atendimentos básicos na área de saúde. Estes são os objetivos do programa Útero é Vida, que foi lançado no último final de semana, no município de Batalha, norte do Piauí, pela presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Conselho Deliberativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), senadora Kátia Abreu. Batalha é o segundo município a ser contemplado pelo programa. O primeiro foi Augustinópolis, em Tocantins, onde aconteceu o lançamento nacional do Útero é Vida, em 27 de fevereiro.


O evento, que ocorreu no povoado Caraíbas, em Batalha, contou com a presença do presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Piauí (FAEPI), Carlos Augusto Melo Carneiro da Cunha, do senador Mão Santa (PMDB), dos deputados federais José Maia Filho (DEM) e Átila Lira (PSDB), do deputado estadual Robert Rios (PC do B), do prefeito do município, Amaro Melo, e da secretária municipal de Ação Social e primeira-dama de Batalha, Ângela Freitas.


Ao discursar para moradores e autoridades presentes solenidade de lançamento do programa, Kátia Abreu falou sobre a importância do exame de prevenção ao câncer de colo do útero para a saúde da mulher rural. Ela afirmou que Tocantins e Piauí são os Estados com os maiores índices de câncer do colo do útero nas regiões Norte e Nordeste, respectivamente.


O prefeito de Batalha, Amaro Melo, ressaltou que pretende tirar o município deste triste relatório. ”Vamos trabalhar para que Batalha seja referência na prevenção de Câncer do Colo do Útero. Peço aqui na presença da Senadora Kátia Abreu que seja pensado também um programa para prevenção de câncer de próstata também”, finalizou.


O programa Útero é Vida teve excelente aceitação entre as mulheres rurais do povoado de Caraíbas. Foram realizados mais de 150 exames preventivos durante lançamento do programa. Também houve palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, planejamento familiar, exame preventivo e diagnóstico de câncer do colo de útero – papanicolau, além de oficinas de beleza e pintura.


Kátia Abreu também fez visitas a escolas municipais e ao posto de saúde do município. No encerramento da solenidade de lançamento, a senadora assistiu a uma apresentação do grupo de dança de Caraíbas.


De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), estima-se que no Brasil este tipo de câncer seja o terceiro mais comum entre as mulheres, representando 10% de todos os tumores malignos. Diante deste quadro, a idéia é percorrer as regiões do País com maior incidência deste câncer para promover ações de mobilização, sensibilização e conscientização, além de palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, planejamento familiar, higiene pessoal e a realização de exames laboratoriais para prevenir e diagnosticar a doença em mulheres que estão em idade reprodutiva.


Fonte: CNA