Meio Ambiente

01/11/2017 (08h11) - Atualizada em 01/11/2017 (08h11)

Piauí tem 2.991 focos de incêndio no mês de outubro


O Piauí vem registrando altos índices de focos de calor - também chamados de focos de incêndio - desde o início do semestre. Em setembro, por exemplo, foram contabilizados 3.422 focos. No mês de outubro, satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) registraram 2.991 focos, principalmente nos municípios do sul do estado. Mesmo com essa diminuição, os números são bastante elevados e preocupam os gestores da Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), que tem realizado campanhas de prevenção e combate aos incêndios florestais.



“Entre os dias 23 e 30 de outubro estivemos em campo com ações de fiscalização ambiental desenvolvidas em conjunto com o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) da Polícia Militar. Realizamos várias etapas de fiscalização de combate à caça predatória que, na região dos cerrados, é uma das principais causas de aumento do número de incêndios florestais. As fiscalizações foram realizadas nos municípios de Bom Jesus, Uruçui, Currais, Sebastião Leal, Manoel Emídio e Floriano. Estas últimas não são pertencentes ao bioma cerrado, mas têm grande incidência de focos”, afirma o coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Semar, Carlos Eduardo da Silva.



“Damos prioridade aos municípios do sul do Piauí nestas ações porque é onde se concentram os maiores índices de focos de calor e são beneficiados com ações do Projeto de Redução do Desmatamento e das Queimadas no Piauí, o Procerrado. Está sendo executado com recursos provenientes do governo inglês, oriundos do Banco Mundial (Bird) e é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente e a Fundação Agente, entidade não-governamental e sem fins lucrativos, responsável pela administração financeira dos recursos de doação ao projeto”, explica Carlos Antônio Moura Fé, superintendente de Meio Ambiente da Semar e coordenador do projeto no Piauí, acrescentando que a Semar faz um monitoramento diário dos focos de calor no Piauí, auxiliando o Corpo de Bombeiros e Brigadistas em ações de combate a incêndios florestais.



Os dez municípios com maior incidência de focos de calor no mês de outubro são: Morro Cabeça no Tempo, com 194 focos; Uruçui, com 192: Manoel Emídio, que teve 117 ocorrências; Baixa Grande do Ribeiro, com 110 focos; Palmeirais, com 84; Gilbués teve 80 focos; Corrente contabilizou 78 focos; Santa Filomena teve 67 focos; Santo Inácio do Piauí e Sebastião Leal, com 62 focos cada um.



Fonte: Ascom