Meio Ambiente

10/06/2016 (08h06) - Atualizada em 10/06/2016 (08h06)

Codevasf planta mudas de espécies florestais na bacia do rio Parnaíba


Mudas de espécies florestais nativas foram plantadas pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), às margens do rio Longá, no município de Caxingó, no Piauí. A ação, realizada em parceira com a Associação dos Piscicultores do município, faz parte do convênio firmado pela Codevasf com a Associação de Reposição Florestal do Estado do Piauí (Piauíflora).



Foram plantadas cerca de 700 mudas produzidas no viveiro da Floresta Nacional de Palmares, unidade de conservação federal administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), no município de Altos (PI).



O viveiro local é referência na região e possui capacidade para a produção de 250 mil mudas por ano, as quais são utilizadas prioritariamente no reflorestamento de áreas degradadas na bacia hidrográfica do rio Parnaíba. O recurso repassado pela Codevasf à Piauíflora para a construção do viveiro foi da ordem de R$ 1,5 milhão.



De acordo com Evandro Lima, engenheiro florestal lotado na 7ª Superintendência Regional da Codevasf no Piauí, os piscicultores identificaram os locais mais críticos do rio e procuraram a Codevasf para solicitar apoio para proteção do afluente. “Nós fomos ao local e conseguimos identificar outros trechos com processos erosivos avançados ao longo do rio. Eles precisam de água e possuem interesse em manter o rio sem assoreamento”, explicou Lima.



A associação é formada por oito famílias que têm na piscicultura a sua principal fonte de renda. “O assoreamento atrapalha nossa atividade. Esse plantio de mudas vai ajudar em nossas atividades. Além disso, é bom porque o rio preservado vai servir para futuras gerações”, disse Ivan Carvalho, vice-presidente da Associação de Piscicultores de Caxingó.



Fonte: Ascom