Turismo Rural

28/11/2014 (11h11) - Atualizada em 28/11/2014 (11h11)

Teste mostra na tela do computador presença de salmonela em granjas de suínos


Um teste simples, para ser feito no computador, que aponta os fatores de risco para a salmonela nas granjas que produzem suínos. É só responder 12 perguntas de múltipla escolha para receber um índice de provável contaminação e o que precisa ser corrigido. Este é o Salmonelômetro, um software desenvolvido pela Embrapa Suínos e Aves de Concórdia (SC), unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.



O desenvolvimento do Salmonelômetro sintetiza em torno de dez anos de pesquisa da Embrapa sobre fatores de risco para a presença da salmonela em carcaças de suínos e faz parte do esforço da cadeia produtiva para oferecer ao consumidor um alimento mais seguro. Ao mesmo tempo, ajuda a consolidar a presença da carne suína brasileira em mercados internacionais que exigem evidências do controle da bactéria.



A ideia de um teste que pudesse ser feito a qualquer momento surgiu da apresentação do resultado final do Projeto Salmonela desenvolvido na Embrapa Suínos e Aves. Ao mesmo tempo, foi identificada uma demanda da cadeia produtiva, que buscava aprimorar o controle em torno da bactéria. O passo seguinte foi definir qual agroindústria seria parceira do projeto para testar na prática os protocolos de controle da salmonela que seriam divulgados por meio do Salmonelômetro. Depois, o conteúdo passou por um processo de validação com técnicos e produtores.



A experiência do Salmonelômetro também mostra como é possível aperfeiçoar o olhar a respeito de como a comunicação pode fazer parte das soluções tecnológicas oferecidas pela empresa. Em feiras e eventos agropecuários, o Salmonelômetro pode ser acessado numa tela de 52 polegadas sensível ao toque. O visitante, principalmente técnico ou produtor, responde as perguntas na hora e já recebe orientações e material da Embrapa sobre os fatores de risco da salmonela e como evitá-la.



"Ganham o pesquisador e a Embrapa no momento em que o contato com o público-alvo acontece com mais qualidade. E ganha, principalmente, o produtor, quando recebe um serviço de informação que realmente pode ajudá-lo a aperfeiçoar o trabalho que desenvolve no dia a dia da granja", diz o analista Armando Lopes do Amaral, um dos líderes do projeto.



O Salmonelômetro e o folder com informações podem ser acessados no site da Embrapa, no endereço www.embrapa.br/suinos-e-aves.



Fonte: Embrapa