Agricultura Familiar

25/05/2017 (10h05) - Atualizada em 25/05/2017 (10h05)

Banco do Nordeste financia energia solar para agricultores familiares


Novo produto do Banco do Nordeste, lançado na quarta-feira, 24 de maio, o Agroamigo Sol permite que agricultores familiares adquiram equipamentos para converter a energia solar em energia elétrica. As operações de crédito podem ter limites de até R$ 15 mil, com juros a partir de 0,5% ao ano.



Entre os equipamentos que poderão ser adquiridos, estão máquinas voltadas para irrigação, eletrificação de instalações rurais, dessalinizadores e eletrificação de cercas em condições de pastejo rotativo.



Dono de uma pequena propriedade em Itapipoca (CE), Nonato Brandão é um dos produtores que já assinaram contrato de financiamento com o BNB. Com cerca de R$ 4 mil, ele adquirirá equipamento capaz de bombear 18 mil litros d’água para irrigar suas plantações de cheiro verde, alface, pimentão, tomate e cenoura. “As coisas vão melhorar bastante”, afirma, em tom otimista.



Segundo o presidente do BNB, Marcos Holanda, o Agroamigo Sol é alternativa inovadora para atender o cliente e melhorar as condições de vida do homem do campo, que alia a eficiência e a preservação do meio ambiente.



“Estamos beneficiando um público que dificilmente seria melhor atendido por outras instituições e que terá condições para gerar a sua própria energia. Essa independência energética vai representar um salto na qualidade de vida dos produtores”, disse o presidente. Ele também adiantou que, dentro de um ano, o BNB premiará as iniciativas que melhor aplicarem a tecnologia em suas propriedades.



Para o superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar, Alex Araújo, a iniciativa desenvolve a Região e insere parcela importante de pessoas no ciclo produtivo.



Condições de acesso ao crédito



As parcelas podem ser pagas em até dez anos, com carência de três anos, no máximo, a depender programa de crédito escolhido e dos itens a serem financiados.



Para ser considerado agricultor familiar, o cliente deve apresentar Declaração de Aptidão (DAP) emitida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).



Fonte: Ascom