Agropiauí

30/11/2017 (09h11) - Atualizada em 30/11/2017 (09h11)

Estado do Piauí conclui ações do Procerrado


O Governo do Piauí, por meio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar), realizou nesta semana as atividades finais do Projeto de Redução do Desmatamento e das Queimadas (Procerrado), que atua junto aos municípios do sul do Estado com maior incidência de queimadas: Baixa Grande do Ribeira, Currais, Palmeira do Piauí, Ribeiro Gonçalves, Santa Filomena e Uruçuí.



Nesta semana foram entregues 300 recibos do Cadastro Ambiental Rural (CAR) aos pequenos produtores dos municípios atendidos pelo Procerrado, além de ações de educação ambiental nas praças municipais, com distribuição de material educativo e atividades lúdicas com as crianças nas escolas, em parceria com o Ibama, com apresentação teatral. Foi oficializado também a entrega de três viveiros de mudas para os municípios de Uruçuí, Ribeiro Gonçalves e Baixa Grande do Ribeira. As mudas serão transplantadas nos córregos dos rios e em áreas desmatadas.



“O Piauí conseguiu cumprir todas as metas estipuladas pelo programa, iniciado em abril de 2014, estruturado por meio de três componentes: o primeiro deles é a implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR), um registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais; o segundo componente é o de prevenção e combate às queimadas e aos incêndios florestais, onde tivermos ações como a criação de brigadas de incêndio, com cessão de veículos e equipamentos para auxiliarem neste trabalho, além de formação de brigadistas; e o terceiro componente é o fortalecimento institucional, também atendido pela Semae”, explica o superintendente de Meio Ambiente da Semar, Carlos Moura Fé, coordenador técnico do Procerrado no Piauí.



Para os prefeitos dos municípios atendidos pelo Procerrado, o projeto teve importância fundamental na redução dos índices de queimadas e na regularização ambiental dos produtores rurais. Os brigadistas que atuaram na prevenção e combate aos incêndios florestais também se mostraram realizados com o trabalho desenvolvido.



Sobre o Procerrado



O Procerrado é coordenado pelo Ministério do Meio Ambiente, e conta com investimento de cerca de US$ 4 milhões, provenientes do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), por meio do Fundo Fiduciário de Mitigação das Mudanças Climáticas no Cerrado Brasileiro. O Ministério do Meio Ambiente (MMA) é o responsável pela coordenação geral e supervisão técnica das ações e a Fundação Agente, entidade não governamental e sem fins lucrativos, é a responsável pela administração financeira dos recursos de doação ao Projeto, que finaliza no próximo mês de dezembro.



Para a execução do projeto, a Semar firmou parceria com as prefeituras dos seis municípios prioritários do Cerrado piauiense, onde se concentram em média 30% de todos os focos de calor para o Estado do Piauí, com maior risco de incidência de queimadas. Para isso, fez acordo de cooperação técnica com algumas instituições do estado, como a Universidade Estadual do Piauí (Uespi), que deu apoio na implementação de algumas ações de combate aos incêndios florestais, e o Ibama, no curso de formação de brigadistas.



Fonte: Ascom