Agropiauí

20/12/2017 (08h12) - Atualizada em 20/12/2017 (08h12)

Adapi adia prazos de certificação e comparecimento de criadores


A Coordenação do Programa Estadual de Prevenção e Erradicação da Febre Aftosa (Peefa) da Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (Adapi) prorrogou o prazo para que os criadores certifiquem o seu rebanho bovídeo vacinado nesta etapa e compareçam para atualizar seus dados. O novo prazo se estende até o dia 12 de janeiro. Os criadores devem procurar o escritório da Adapi onde forem cadastrados portando a nota fiscal de aquisição das vacinas, documentos pessoais e as informações sobre seus animais acima de 24 meses. Lembrando que mesmo para aqueles que não possuam animais na faixa etária de vacinação o comparecimento é obrigatório.



Ao final desse prazo de certificação e atualização, a agência dará início ao pós-etapa, momento em que os fiscais da Adapi abrem investigação a fim de descobrir as propriedades que não realizaram vacinação ou não atualizaram suas informações e de intervir junto a esses criadores no sentido de conscientizá-los. Vale ressaltar que os inadimplentes estão passíveis de sanções, avaliadas de acordo com sua situação cadastral.



Desde a fundação da Adapi, em 2006, foram várias as conquistas para as defesas do Estado, como a mudança do status sanitário, de risco desconhecido para área livre de Febre Aftosa com vacinação e a certificação pela OIE, Organização Mundial de Saúde Animal. Agora, seguindo as novas estratégias do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o Estado caminha para em breve poder ser classificado como Área Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação.



Fonte: Ascom