Agropiauí

29/03/2018 (08h03) - Atualizada em 29/03/2018 (08h03)

Emater perfura poços no semiárido piauiense


Para amenizar os problemas da falta de água nos municípios de Canto do Buriti, Pio IX, Pajeú, Pavussu e Jaicós, o Governo do Piauí, por meio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Piauí (Emater), está instalando e equipando poços tubulares nessas regiões.  Ao todo, serão beneficiadas mais de 700 famílias.



Nas comunidades que serão beneficiadas, o abastecimento atualmente é feito por meio de carros-pipa, uma vez que a água é insuficiente para atender a demanda. Os moradores destacam que a água trazida pelos pipeiros, em algumas localidades, vem de distâncias com até 80 km, resultando em preços altos.



O engenheiro responsável pelas obras, Francisco Monteiro, explica que, nesses municípios, existe um estado de calamidade no que diz respeito ao abastecimento de água, e que cada ação faz diferença na vida das famílias. “No povoado sobrado, por exemplo,  em Pio IX, onde cada família só tem 20 litros de água doce por dia,  está sendo instalado um sistema de abastecimento de mil litros por hora, com a expectativa de instalação de mais dois sistemas de mil e duzentos litros cada”, explicou Monteiro.



O vereador de Pio IX, José Miguel, explica que a água comprada era utilizada para tudo, inclusive para os animais domésticos. Em Pio IX, foram construídos cinco poços; em Canto do Buriti serão construídos 22, com sete em fase de finalização; Pajeú 02 e Pavussu 01. O investimento total para a construção dos poços é de aproximadamente dois milhões de reais, oriundos da emenda parlamentar do deputado estadual Magalhães e do Tesouro Estadual, com apoio do governador Welington Dias.



“A água vinda desses poços para essa população significa mais qualidade de vida, mais economia, mais conforto, mais saúde, é a solução de um problema que sempre atingiu esse povo e que se intensificou nesses anos seguidos de secas que estamos vivenciando”, explicou José Miguel.



Mais projetos



O Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural tem desenvolvido ações no sentido de levar água de qualidade a regiões do semiárido, buscando a melhoria da qualidade de vida. A exemplo disto está sendo executado o Programa Água Doce, que visa beneficiar 26 mil famílias de 12 municípios de regiões do semiárido.



Somando-se a essa ação, o instituto iniciou um convênio com o Ministério da Integração, onde serão autorizados a perfuração de 24 poços na região do semiárido, com investimento de mais de três milhões de reais.  O projeto está aguardando a licença prévia da Semar para liberação dos recursos.



O diretor-geral do Emater, Marcos Vinicius, explica que o papel fundamental do instituto é apoiar o agricultor familiar. Nesse sentido, várias ações estão sendo realizadas para amenizar os problemas da escassez de água. Vinicius esteve em Pio IX e Canto do Buriti, acompanhando a realização das obras e pôde constatar a necessidade da instalação dos poços e a importância do instituto promover ações que gerem renda e estimulem o crescimento da agricultura local.



“Na comunidade Sobrado, foram instalados dois poços, com a expectativa de levarmos um sistema de dessalinização para o local. Faremos também um aditivo do termo de cooperação com o Incra para trabalharmos com as mulheres por meio do Semeando Cidadania, via Fomento Semiárido que vai conceder a cada mulher um fomento de três mil reais, a serem investidos em projetos produtivos. Este projeto será trabalhado também nos municípios de Barras e São Miguel do Tapuio”, finalizou Marcos Vinicius.



Fonte: Ascom