Agropiauí

19/06/2018 (08h06) - Atualizada em 19/06/2018 (08h06)

Parceria entre Emater e Incra viabiliza crédito fomento para mulheres rurais de Teresina


O Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Piauí (Emater) através de um Acordo de Cooperação Técnica com o Incra promoveu na manhã de sexta-feira (15), a assinatura de contratos de concessão de crédito fomento para 10 mulheres do assentamento Vale da Esperança.  A solenidade aconteceu dentro da programação da feira de Base Agroecológica da UFPI.



Esta ação faz parte do Projeto Semeando Cidadania, que visa a prestação de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) com vistas à concessão e operacionalização de créditos fomento Mulher para beneficiárias dos assentamentos do estado do Piauí.



Entre as propostas do projeto estão: fomentar a implantação de projetos produtivos, promoção da segurança alimentar e nutricional, o estímulo da geração de trabalho e renda, empoderamento da mulher, bem como a valorização do trabalho da mulher na unidade de produção familiar.



De acordo com o coordenador do projeto, Antônio Gerônimo foram assinados na feira da UFPI dez contratos e nesta sexta-feira foram assinados mais 30. Ele explica que, para estes contratos serem assinados, foi realizada a apresentação do projeto na comunidade, seguido da realização de diagnósticos participativos (levantamento de dados), e várias reuniões com foco na cadeia produtiva. “Depois da elaboração os projetos foram enviados para o Incra e, após aprovação, encaminhados para o Banco do Brasil, onde é emitido um contrato que foi assinado. Depois, será confeccionado um cartão para cada mulher. Os recursos serão disponibilizados em quinze dias. No assentamento, temos projetos de horticultura, suinocultura, avicultura, projetos de beneficiamento da mandioca e fabricação de bolos”, disse Gerônimo.



Foram elaborados pelos técnicos do Emater 390 projetos, resultando na aplicação de mais um milhão de reais.  Ao todo doze municípios serão atendidos pela parceria por meio do fomento no valor de R$ 2.400,00, fomento mulher, cedendo um crédito de R$ 3.400,00 e fomento família   com crédito de R$ 6.400,00.



Segundo o superintendente do Incra, Sérgio Ricardo Vieira a assinatura dos contratos representa muita satisfação para o órgão, justamente por ser uma motivação para que os assentados produzam ainda mais. “Um crédito como este será incluído na economia do município, fortalecendo mais ainda a agricultura familiar”, explicou.



O diretor geral do Emater, Marcos Vinicius ressaltou que esta parceria junto ao Incra e Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário têm dado ótimos resultados. Nesta etapa será concedido para cada mulher um crédito no valor de três mil reais. “Esta parceria é um modelo piloto e que tem como maior objetivo fortalecer a produção dos agricultores.  Queremos também promover empoderamento da mulher, e que elas possam estar aplicando estes recursos com segurança, pois os técnicos do Emater estarão à disposição para orienta-las”, finalizou Marcos.



Fonte: Ascom