Agropiauí

19/06/2018 (08h06) - Atualizada em 19/06/2018 (08h06)

Semar participará da II Conferência da Caatinga


O Estado do Piauí, através da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar) participará, de 19 a 21 de junho, em Fortaleza (CE), da II Conferência da Caatinga. A solenidade de abertura acontecerá no próximo dia 19 de junho, às 18h30, no auditório Murilo Aguiar, da Assembleia Legislativa. A realização é da Assembleia Legislativa do Ceará e o governo cearense, através da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA) e Secretaria do Desenvolvimento Agrário (DAS) e Instituto Agropolos.



O objetivo do evento é trazer à luz os graves problemas que preocupam governos e sociedade civil, em torno do bioma Caatinga, com ênfase na crise hídrica, na sustentabilidade e no processo crescente de desertificação, tendo como eixo central o ser humano. Em paralelo à II Conferência da Caatinga, acontecerá a Feira da Cultura e dos Saberes.



Na ocasião, o titular da SEMA, Artur José Vieira Bruno, será agraciado com a Medalha Chico Mendes, comenda que homenageia personalidades ou instituições com relevantes serviços prestados ao meio ambiente no Ceará. Foi criada em junho de 1989, por iniciativa do então deputado estadual João Alfredo.



A conferência prossegue até 21 de junho. Em sua programação tem palestras, apresentações de experiências exitosas no bioma e uma plenária de avaliação e construção de proposições, alinhando as experiências com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) associados às necessidades da Caatinga. As sessões temáticas estão divididas nos eixos Meio Ambiente; Recursos Hídricos; Agropecuária: Desenvolvimento Humano Econômico e Social. Os participantes, previamente inscritos, participarão dos debates, a partir da opção por um dos eixos propostos.



A feira tem por finalidade difundir o conhecimento cultural, artístico, científico e tecnológico dos povos da Caatinga. Contará com 23 estandes, distribuídos pelo hall da Assembleia, representando instituições públicas de vários Estados do Nordeste. Durante três dias, uma variedade de produtos, entre artesanato, comidas típicas e alimentos orgânicos, além de eventos de natureza cultural, será oferecida aos visitantes.



Fonte: Ascom