Apicultura

26/08/2016 (08h08) - Atualizada em 26/08/2016 (08h08)

Governo do Estado cria Câmara Setorial Territorial da Apicultura


No próximo dia 9 de setembro, em Piracuruca, será escolhida a diretoria da Câmara Setorial Territorial da Apicultura dos Cocais, Carnaubais e Planície Litorânea. A entidade representa os municípios de Piracuruca, Barras, Batalha, Domingos Mourão, Pedro II, Parnaíba, São João do Arraial, Cocal, Milton Brandão e Lagoa do São Francisco.



De acordo com o secretário estadual de Governo, Merlong Solano, uma das peculiaridades da apicultura nesses territórios é que, além do mel e da cera, os produtores estão iniciando o processo de produção de pólen e de apitoxina (veneno da abelha usado no setor farmacêutico). “A Câmara Territorial somará esforços à Câmara Estadual, criada em junho deste ano, trabalhando com questões mais específicas, de acordo com as diferentes realidades”, explica Merlong.



Os componentes da Câmara Territorial têm como missão traçar um diagnóstico do setor e, a partir disso, identificar pontos mais críticos a serem enfrentados, além de elaborar um plano de desenvolvimento de médio e longo prazo para esse setor da economia. O documento deverá ser apresentado ao governador Wellington Dias e secretariado.



O assessor especial da Secretaria de Governo e coordenador das Câmaras Setoriais, Sérgio Vilela, afirma que a meta é criar vinte câmaras até o final do ano, incluindo setores como energias renováveis e carnaúba. Está prevista para o dia 31 de agosto uma reunião para discutir a criação Câmara Setorial do Artesanato e, no dia 2 de setembro, outra reunião para tratar sobre a criação da Câmara Setorial dos Têxteis e Confecções.



Estão em funcionamento as Câmaras Setoriais de Tecnologia da Informação e Comunicação; Construção Civil; Turismo; Apicultura; Fruticultura; Cajucultura; Piscicultura; Ovinocaprinocultura; Suinocultura; Avicultura; Leites e derivados; Agronegócio; e Polo de Saúde de Teresina.



Fonte: CCom